Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web
   Videos Porno
   Porno Tube

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





Desvirginando minha filhinha


Vou dividir um pouco sobre minha expêriencia.
Esse relato é veridico, apenas quero contar a alguém.
tenho 45 anos, sou empresário, tenho tres filhos, a mais velha já casada meu garoto do meio e a caçula.
Sou divorciado, minha filha mais nova a Mel, pus esse nome pela doçura dela. sempre foi muito apegada a mim, hoje ela está com 17 anos e é uma garota linda demais, parece uma boneca. tem os cabelos longos que ela escurece,lisos, a pele super branca é toda pequenininha, os peitinhos são bem durinhos e bundinha arrebitada. desde criança ela chama atenção pela sua beleza, é a filha mais linda e também a mais problématica. sempre dei de tudo a ela,achava ela mais indefesa do que os outros. quando ela era pequena dava banhos, com o passar do tempo via seu corpinho de criança tomar forma, ficava imaginando se eu pudesse toca-la, acariciar sua bundinha seus peitinhos, só de pensar nisso ficava de pau duro. com uns 13 anos a Mel andava de calçinha pela casa, me deixava louco, ela tinha uma babá na epoca que a repreendia para andar vestida.
a uns tempos atras, ela adoeceu, o médico me passou que era bulimia, então ela passou a se trancar em casa, no seu quarto. eu perdia a paciencia com seu choro e seus gritos manhosos e batia nela. batia morrendo de tesão. então um dia em que ela estava chorando e fazendo birra, tirei meu cinto e ordenei que baixasse as calças, ela disse que não então gritei que baixasse tudo, ela tirou, pude ver sua bundinha branca, então disse a ela para tirar a calçinha também, ela ia apnhar na bundinha para parar com a manha, ela com vergonha obedeceu, nossa aquela visão me enlouquecia, aquela bundinha linda da minha filhinha, então bati com força, ela chorava alto, eu batia muito forte, quando vi que estava vermelho parei, a virei de frente e dei uns tapas no seu rosto. ela caiu no chão chorando, então minha calça estava para explodir, a peguei no colo e coloquei na cama, ela soluçava. começei a acariciar seu corpo a té chegar em sua bucetinha, passei a mão de leve e ela me olhava assustada, pude ver que ainda era casta, falei para ela "relaxa o papai cuida de voce", beijei sua boquinha, ela retribuiu o beijo e com meus dedos em sua bucetinha ia acalmando-a. ela já estava gostando e eu pensando ainda se devia come-la ou não, ela era virgem, já não agunetando mais o desejo, tirei minha rola pra fora e pus em sua boquinha, ela disse que não sabia o que fazer, então eu disse chupe-a como um picolé, ela começou a chupar minha rola era grande para a sua boquinha. então pus minha rola na entrada da sua bucetinha e falei: vai doer um pouco, o papai vai colocar devagarinho, voce tem que aguentar.
pus a cabeça na entrada e ela já começou a gritar, pára papai, ta me machucando, senti seu cabaçinho logo na entrada, e pressionei mais forte ela gemia e chorava implorando para parar, dei uma bombada e oloquei tudo, aquela bucetinha super apertada que agora era mulher, ela gemia, vi que estava escorrendo sangue. dei umas boombadas rapido, para ela sentir a pica entrando e saindo, seu rostinho de princesa estava vermelho pelos tapas que eu havia dado, tirei minha pica de sua bucetinha e mandei que a limpasse toda, estava cheia de sangue, ela olho com nojo e se recusou, falei que se não limpasse a machucaria, ela com medo obedeceu, então gozei na sua boquinha e ordenei que engulisse toda minha porra, sem vomitar depois, era uma fantasia realizada ter desvirginado minha garotinha, dei um banho nela e ela me disse que estava com medo, estava doendo. disse para ela que agora ela seria minha assim e que eu queria que ela fosse minha escravinha, que realizasse todas as minhas fantasias, ela não respondeu então a segurei forte e disse que teria que ser assim, eu era o pai e ela a filha. teria que me obedecer.
Sempre senti prazer em bater, minha ex mulher, mãe da mel, eu batia até ela gozar, e bater na minha filhinha assim era muito ecxitante, ela tão indefesa, fraquinha, apanhando, gemendo e chorando, implorando para parar era demais.
Quero comer ela sempre, e cudarei para que nenhum garoto se aproxime dela, aquela bucetinha que eu fiz seria só minha.
aguardem novidades......


Ficha do Conto

Escritor:
rela924703

Nome do conto:
Desvirginando minha filhinha

Codigo do conto:
8308

Categoria:
Incesto

Data do Envio:
19/06/2006

Quant.de Votos:
2

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA