Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





Traindo meu marido por dinheiro.


Eu (29 anos) e meu marido (Carlos, de 36) vínhamos tendo muitas brigas e desacertos por causa de dinheiro. Nossa vida andava meio enrolada.

Quando casamos o Carlos era diretor de uma grande empresa e tinha um ótimo salário. Há dois anos, no entanto, ele se envolveu em alguma porcaria, lá na empresa, e acabou perdendo o emprego.

Nestes dois anos ele não arrumou nada e nossas finanças andavam perigando. Vivíamos com o meu salário, que não é pequeno, mas o nível de vida que mantínhamos sempre foi alto e não estava mais conseguindo suportar as despesas.

Meu marido, por outro lado, dizia que precisava pagar almoços para executivos de outras empresas e outras palhaçadas do gênero para conseguir arrumar um outro emprego do mesmo nível que tinha antes. Eu não concordava com ele e a gente andava brigando direto, por causa disso.

Com as brigas, o sexo também foi ficando uma porcaria. Nem quando estava morrendo de vontade eu consiguia pensar no meu marido como uma alternativa para me satisfazer. De vez em quando ele até tentava, mas eu não conseguia fechar os olhos e relevar tudo o que andava acontecendo.

Foi neste clima que apareceu o Marcelo. Homem delicioso que levaria até uma freira à perdição. Ele tem 47 anos, é alto, forte, bonito, inteligente e culto (homem inteligente e culto é tudo de bom, não é, gente?), o cara ainda tem uma voz maravilhosa.

O Marcelo é diretor de uma grande empresa e tem outros negócios. Uma pessoa segura e decidida, faz-me perceber porque é que ele tem o sucesso que meu marido não conseguiu manter.

O Marcelo começou a freqüentar nossa empresa quando estava avaliando nossa proposta para um grande projeto em que a empresa dele está envolvida. A atração mútua logo ficou nítida e meu chefe percebeu o que estava ocorrendo. Tentei disfarçar, mas meu chefe teve uma conversa franca, comigo alegando que o que eu pudesse fazer para facilitar a conquista daquele contrato seria muito bem vindo.

Quando meu chefe fez esta sugestão eu fiquei perturbada. Senti-me meio ofendida e transmiti isso a ele, lembrando que eu sou casada e que nunca tinha traído o meu marido. Meu chefe apenas sorriu com a maior cara de pau e disse que se eu ajudasse a conseguir aquele contrato, eu ganharia uma comissão de 1,5% sobre o valor total do negócio.

Embora eu continuasse meio ofendida, calei a boca e fiquei balançada com a proposta. O contrato era de quase 20milhões de dólares. 1,5% disso dariam praticamente 600mil Reais, naquela época.

Não tinha tomado uma decisão, ainda, quando encontrei acidentalmente com o Marcelo em um restaurante, na região da Avenida Paulista. Estávamos ambos sozinhos e eu ainda não o tinha visto quando ele se aproximou pelas minhas costas e disse com aquela voz “caliente” ao meu ouvido: “Você é minha convidada para almoçar. E eu não vou aceitar uma recusa”.

Era de se esperar que eu tomasse um susto mas, ao invés disso, eu senti um forte arrepio e fiz um movimento involuntário que jogou minhas costas contra ele. Suas mãos ampararam-me segurando pela cintura e – tenho certeza – ele já sabia que eu tinha me entregado. Não quis perder a oportunidade e respondi: “Só se formos almoçar em um lugar mais tranqüilo”.

Saímos dali e fomos diretamente para um motel. Liguei para a empresa e pedi para falar com meu chefe, dizendo simplesmente: “Não vou poder trabalhar hoje à tarde porque estou tentando ganhar a minha comissão”. Ele deu uma sonora gargalhada e disse: “Puta de classe pode não se entregar por 100 Reais, mas nunca vai deixar de ganhar dinheiro com a buceta”. Não sei se ele pretendia me ofender, mas eu não estava nem aí. Para ser sincera, até dei risada e me senti envaidecida por ser comparada a uma prostituta.

Naquela tarde fiz de tudo com o primeiro amante que tive, depois de casada. Corneei meu marido e fiz com meu amante coisas que nunca fiz com o homem com o qual sou casada (inclusive sexo anal). Fiquei muito feliz em ter feito sexo com um homem como o Marcelo, que sabe – realmente – satisfazer uma mulher, e senti uma excitação maior ainda por saber que estava chifrando meu marido.

Hoje somos amantes fixos. Meu marido começou a me cobrar porque eu estava chegando tarde e porque não fazia sexo com ele e eu me vi forçada a abrir o jogo. Ele passou umas semanas sem falar comigo e evitando meu olhar, mas depois parece ter se conformado.

Cheguei a pensar em me divorciar dele, mas achei que seria muito mal vista por me separar de um homem que está desempregado e necessitando de mim para tudo.

Ganhei a minha comissão e me sinto, hoje, uma verdadeira prostituta. Sinto-me mais puta, ainda, porque meu chefe só me entregou o dinheiro quando aceitei passar uma tarde com ele em um motel. Tenho muito orgulho por ser mulher a ponto de ganhar dinheiro com o meu corpo.

Meu amante está totalmente submisso a mim. Leva-me para viagens, brinda-me com presentes maravilhosos e faz tudo o que eu peço. Ele até obteve um apartamento permanente, em um Flat, onde nos encontramos e passamos muitos momentos maravilhosos juntos. Adoro desfilar totalmente nua por aquele apartamento e fazer coisas que jamais imaginei. Gosto – acho que toda mulher gosta, ou gostaria – de me sentir puta. De ser puta.

Sou tão sem vergonha quando estou com o meu amante… Esfrego-me na cara dele, exibo-me, lambo, chupo… Ele fica tão louco comigo…

Ele diz que quer casar comigo, mas eu não quero. Gosto da situação do jeito que está agora. Sou amante. Sou puta. Não quero ser esposa.

E já avisei o meu chefe que se ele tiver outra comissão como aquela para me oferecer, que eu pretendo conquistá-la. Com meu corpo. Sendo puta, safada e sem vergonha. E disse que se ele quiser pagar a comissão para mim, em um motel, novamente, eu vou recebê-la onde ele quiser.
Foto Perfil Mar & Sol

Ficha do Conto

Escritor:
maresol

Nome do conto:
Traindo meu marido por dinheiro.

Codigo do conto:
8623

Categoria:
Traição/Corno

Data do Envio:
10/07/2006

Quant.de Votos:
19

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Ultimos Comentários
Comentado por: Dudu 65 em: 01/10/2014
Menina ,vc é muito safada ,sabe como conquista um homen , muito excitante gostei e votei
Comentado por: paulojk em: 18/04/2014
Safadinha vc hein .votado
Comentado por: guarda-vidas em: 26/12/2013
Muito bem escrito! Senti tesão por essa puta! Gostosa! votado
Comentado por: psales em: 30/07/2013
realmente vc é uma puta e tanto, fiquei louco de tesão ao ler seu conto, seu marido merece vc como esposa, e ser seu corno.
Comentado por: Marcia Fernan em: 17/03/2013
nussss, isso não é prostituição?
Comentado por: jordanel em: 10/02/2012
Se eu fosse seu marido pediria a separação, dividir a mulher é até rasurável para melhorar a relação, agora ficar com a mulher que sente piedade de você é mais humilhante que ser corno boila. Para você também seria melhor, ficar com um homem que não te acrescenta nada para que? Gostei do conto parabéns.
Comentado por: marcelo22 em: 15/01/2012
bem safadinha
Comentado por: Helge em: 26/07/2010
Menina, que tesão de safada que voce é! Sua narrativa acobou comigo, ai ai ai ai! Mil bitokas

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
8353 Minha mulher gosta de grossura! Traição/Corno 24
8445 O primeiro chifre testemunhado (verídico) Traição/Corno 19
8555 Chifrei o Mar com um casal (verídico) Traição/Corno 13
8568 Dez anos de chifres (verídico) Traição/Corno 7
8928 Minha mulher e o Ju Traição/Corno 20
10053 Amo mais minha mulher que me trai - 01 Traição/Corno 9
10094 Amo mais minha mulher que me trai - 2 Traição/Corno 12
10137 Camila - 1 - Traí meu marido com ele mesmo Traição/Corno 8
10786 Val. A mulher da minha vida não é só minha - 1 Traição/Corno 12
10791 Val. A mulher da minha vida não é só minha - 2 Traição/Corno 9
10816 Eu não imaginava que minha mulher… Traição/Corno 18
10840 Val. A mulher da minha vida não é só minha. - 3 Traição/Corno 9
10909 Foi você quem disse que queria ser corno… - 1º Traição/Corno 17
15583 Quantos machos ja comeram a sua mulher? Traição/Corno 13
15617 Quantos machos já comeram a sua mulher? (Final) Traição/Corno 12
19953 João Carlos: enfim corno! (Verídico) Traição/Corno 21
26653 Acácio, Lidiane e o amigo Carlos Traição/Corno 8
29164 Lembranças! (Relato, não conto.) Gays 34
30485 Eu, minha mulher e meu melhor amigo (verídico) Traição/Corno 37
30976 Karla confessando a traição para o marido Traição/Corno 11
30980 Minha mulher me traiu e me comeu (bi masculino) Traição/Corno 36
32378 Você não queria ser corno? - minha mulher falou. Traição/Corno 23
32512 O início de um triângulo amoroso (real) Lésbicas 18
33640 É hoje (10 de agosto) - real e com bi masculino Traição/Corno 17
34357 Nudismo, naturismo ou hedonismo? Fantasias 11
34857 Corno! – Ela respondeu e me fez sorrir satisfeito Traição/Corno 19
37333 Enfim ela deu para o vizinho! (real) Traição/Corno 23
37804 Eu não imaginava que viraria corno assim! Traição/Corno 38
39628 Minha iniciação - Meu primeiro macho Gays 23
39629 Minha iniciação - Meu segundo macho Gays 21
39731 O pintor Felipe e seu pincel Gays 23
39976 O pintor Felipe e seu pincel - com minha mulher Traição/Corno 26
40061 Os bem dotados que me perdoem. Fantasias 25
41345 Somos poliamor, sim! (Bi masculino) 1 de 4 Grupal e Orgias 9
41346 Somos poliamor, sim! (Bi masculino) 2 de 4 Grupal e Orgias 12
41348 Somos poliamor, sim! (Bi masculino) 3 de 4 Grupal e Orgias 7
41350 Somos poliamor, sim! (Bi masculino) 4 de 4 Grupal e Orgias 13
41507 Uma homenagem à Angel (chuva dourada) Heterosexual 12
41869 MINHA NAMORADA TEM UM AMANTE – 1º de 3 Traição/Corno 8
41870 MINHA NAMORADA TEM UM AMANTE – 2º de 3 Traição/Corno 7
41873 MINHA NAMORADA TEM UM AMANTE – 3º de 3 Traição/Corno 6
41915 Minha mulher é uma safada e eu não sabia Traição/Corno 21
42145 Microconto 01 – O que tem de mau em ser corno? Traição/Corno 16
42603 Ele era só hétero – capítulo 1 de 2 Gays 40
42604 Ele era só hétero – capítulo 2 de 2 Gays 44
42945 Por que elas mentem para nós? Traição/Corno 27
43354 Minha esposa, enfim, me fez corno – 1 de 2 Traição/Corno 15
43355 Minha esposa, enfim, me fez corno – 2 de 2 Traição/Corno 16
43678 Clayton, Elisa e eu – Eu e Elisa (hétero) Traição/Corno 14
43817 Mulher boa é a que te corneia! Traição/Corno 10
44541 Acabei dando para ele. Gays 29
44630 Ela me traiu com o primo dela. Traição/Corno 16
44934 Eu e minha mulher fomos comidos (parte 1 de ?) Grupal e Orgias 34
45169 Carmen, enfim, me fez corno. Traição/Corno 18
45852 Acho que minha sina é ser corno! Traição/Corno 21
45888 O Bob é feio de rosto, mas... que pica! Traição/Corno 27
46790 Como vou contar para o meu noivo? Lésbicas 11
47007 A história do Fernando: corno e bi - 1ª parte Traição/Corno 20
47008 A história do Fernando: corno e bi - 2ª parte Gays 9
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA