Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





Sexo Interracial


Numa dessas investidas na Internet conheci Bel, foi num desses sites de encontros, onde começamos a conversar, trocar recados ardentes , nunca havíamos trocados fotos, pois se amarramos em nossas conversas, combinamos que não enviaríamos fotos e que só nos conheceríamos quando tudo fosse inevitável, pois queríamos se agarrar aos nossos pensamentos e não pela aparência física, assim tanto Bel e eu permanecíamos desconhecidos. Então quando ficou inevitável, resolvemos nos conhecer, pois ambos estávamos loucos para ficarmos cara a cara. Conforme combinado marcamos um encontro num shopping da cidade, acertamos todos os detalhes a roupa que iríamos vestir e até uma senha que deveria ser dita. No horário combinado fui até o shopping e dirigi-me até o local combinado, tínhamos acertado que chegaria por primeiro e a esperaria e no momento combinado vinha em minha direção uma mulata atraente, pernas torneadas pela natureza, cabelos longos negros e um perfume que vinha direto para mim, naquele momento não pensei que seria Bel, pois esperava uma mulher loira ou morena, talvez porque eu fosse branco. Mas era Bel, soube quando disse-me a senha que nós havíamos combinado. Sinceramente, gostei pois estava ali uma mulher que eu conhecia todos os seus pensamentos e que fisicamente era muito gostosa, será que ela gostou de mim?

Sentamos a mesa e começamos a conversar, Bel era uma mulher inteligente, muito comunicativa e alegre. Depois de algum tempo resolvemos irmos a um local mais reservado, pois ela assim sugeriu. Sugeri que fossemos a motel e ela prontamente acenou com a cabeça concordando. No motel começamos a nos beijar, minha mão percorria todo aquele corpo, sua pele era macia, peguei-a pelas costas e comecei a beijar seu pescoço, com as suas mãos ela puxava o cabelo para cima e me oferecendo seu lindo pescoço, comecei a mordiscar suas orelhas, foi então que soltou os primeiros gemidos, pegou as minhas mãos e colocou-as em cima de seu peito, meu pau começou a endurecer e tocava com toda a sua magnitude a sua bunda, mais gemidos eram soltados por aquela mulata, minhas mãos então se revezavam nos seus peitos e na sua xota, esta molhadinha me excitava mais ainda, então num movimento repentino Bel abaixou-se até a minha cintura e começou a chupar meu pau alternando os movimentos, ora colocando para dentro da sua boca ora passando a língua por todo o meu pau. Que loucura, Bel não largava meu pau, então a peguei pela cabeça e fodia com a sua boca o meu pau, a sensação era ótima, então senti que iria acabar e a avisei-a pois não queria ser indelicado, tentei tirar o pau da sua boca, mas ela não deixou então explodi em sua boca toda a minha porra e ela inesperadamente engoliu todo o meu sêmem. Não podia acreditar, que mulher senti-me como se ela fosse minha, tomou em meu sentimento uma forte sensação de ter aquela mulher como se fosse minha, mas estava enganado pois ela que me tinha. Ai então comecei a satisfazê-la, comecei a chupar sua linda buceta que encontrava-se toda molhadinha, quanto mais chupava mais gemidos ela soltava, assim como tinha feito com ela, pegou a minha cabeça e a pressionava junto a buceta dela, enfiei meus dedos no interior de sua buceta, ela então começou a gritar, meu pau naquele momento começava a endurecer, ela como movimentos frenéticos pedia a mim que a possuísse, sem hesitar enfiei todo o meu pau naquela buceta, gemidos, gritos que loucura a mulher encontrava-se em êxtase, então comecei a alternar ora chupava ora a possuía, senti meu pau e minha boca todos molhados fruto do líquido que vinha daquela vagina, ela ficava em todas as posições que se possa imaginar, nossa que mulher. A minha ejaculação demorava a vir, eu pensava comigo mesmo ainda bem, pois não queria deixar de atender aquela mulher com toda aquela tesão. Resolvi então chupar o seu cuzinho, então prontamente ela respondeu com mais gemidos, nossa aquela mulher era insaciável, foi nesse momento então que possui o cuzinho dela e enfiei toda a minha rola naquele cu, surpreendi-me com gritos de dor e de tesão, ela agarrava-se ao colchão como que fingindo-se submissão, ela rebolava toda a sua bunda facilitando a entrada de todo o meu pau no interior de seu cuzinho, parecia totalmente fora de si, naquela altura sentia-me um escravo daquela mulher, sentia que tinha que satisfazê-la e por longo tempo assim permaneci até que jorrei toda a minha porra naquele cú. Eu estava exausto pois aquela mulher tinha me surrado com todo o seu tesão. Bel então sentindo que havia me derrubado começou a massagear meu corpo com a sua língua, uma sensação de alívio preencheu todo o meu corpo, foi então que adormeci. Trinta minutos após acordei de meu sono e para a surpresa minha Bel não estava mais ali, somente como lembrança havia deixado sua calcinha ainda cheirosa , assim como no conto de cinderela que havia perdido o sapatinho de cristal, Bel havia deixado-me a sua calcinha.

Depois daquela vez tentei procurá-la na Internet naquele site de encontros, mas para minha decepção ela não estava mais lá. Daquele momento em diante conheci outras mulheres mas ninguém fode também como Bel a mulata.

                                



Ficha do Conto

Escritor:
adoropezinhos

Nome do conto:
Sexo Interracial

Codigo do conto:
9002

Categoria:
Interrraciais

Data do Envio:
02/02/2010

Quant.de Votos:
3

Quant.de Fotos:
1

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us
Foto 1 do Conto erotico: Sexo Interracial




Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Ultimos Comentários
Comentado por: Pescador em: 12/11/2012
Muito bom, votei Recomendo para você os contos nº 18838, 18633 e 20812 Leia e comente meus contos, vote se gostar
Comentado por: JBG em: 23/04/2010
gostaria muito de ver direitinho essa sua xaninha meladinha?

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
8986 Silvana Heterosexual 1
9004 Eu, minha esposa e o consolo Fetiches 6
9011 Delirios de um podólatra Fetiches 1
9022 A minha melhor amiga Fetiches 0
9379 comi a esposa de meu melhor amigo Traição/Corno 1
9538 uma noite inesquecivel com minha esposa Heterosexual 5
10265 Tributo a Iza Heterosexual 1
11219 um dia da caça e outro do caçador Traição/Corno 4
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA