Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





Comi minha vizinha


Era tarde de outubro, quando um amigo safadão, parou em frente a minha casa e falou que tava pegando uma garota da vizinhança.
A princípio não dei muita importância, mas ele continuou difamando ela por dias. Eu estava tão envolvido com outras coisas que não percebi a real intenção do "amigo". Sempre que eu passava ela sorria pra mim e eu cumprimentava.
Estava por me preparar pra sair quando ela bateu no meu portão, pedindo informações as quais mais tarde, ela revelou que não passavam de pretexto para se aproximar.
Conversamos muito e eu falei tudo, que o dito cujo, havia dito a respeito dela e ela me disse que tinha ficado com ele sim, mas tinha perguntado sobre mim pra ele, foi então que ligamos os fatos, ele tava era querendo jogar areia porque sentiu que ia perder a gata de foda. Eu tava pirando ja porque eu tava sentindo meu caralho duro quando pensava nela. Corpinho escultural, bundinha dura, seio empinado e um rosto de modelo,na terceira visita que Alessandra fez a minha casa eu tomei uma atitude, eu a convidei pra ir assistir televisão e deitamos num colchão, porque eu não tinha sofá e tava duro de grana, não aguentei dei um beijo na putinha safada treze anos mais nova que eu, ela respondeu de imediato com aquela boquinha carnuda. Eu desci a mão na barriguinha dela, Ale usava uma calça de surf de tecido flexível, foi facil pra ir deslizando minha mão sem abrir o botão, eu meti a mão por baixo da calça e alcancei os pelinhos, sussurrei deixa vai...só um pouquinho. Pra minha satisfação a safadinha não se manifestou tirando então foi aonde eu me enchi de razão e meti a mão com vontade na buceta dela. Em movimentos de vai e vem eu esfregava o grelo dela, já era minha o otário do meu amigo tinha se fodido. Era minha hora de comer aquela gostosa, que ele queria tirar do meu caminho. Agora ela ia ver com quem tava mechendo procurou e encontrou o tarado que ia comer ela de todos os lados. Todo dia ela ia la em casa pra ser fodida. Vem putinha vem...veio dar pra mim é??? então abre as pernas puta...abre...ela me obedeceu, arregaçou as pernas pra eu ver a xoxota molhada, então eu meti os dedos...bem gostoso e ela gemia, eu meti o tapa na cara dela e disse deu pra ele vagabunda...fala o que fez com ele? ela disse que nem lembrava e que foi apenas uma vez, era tudo o que eu queria ouvir...ela desprezando ele,porque Roberto foi canalha comigo, tentando me enganar. Em uma tarde ela chegou em casa, tava de sandalia, calça jeans camiseta e salto alto, delicia de mulher, corpo esguio e bem torneado, tirei toda a roupa dela, fiz ela ficar peladinha e sem rodeios chupei toda aquela buceta, com movimentos alternados e em circulo, com as pernas em "V", eu as segurei pra cima e olhando nos olhos dela, tirei meu caralho e esfreguei na cara da minha putinha que deixa eu fazer tudo o que quero, toma era isso o que você queria? era? toma pica cadela, com o pau latejando de duro meti sem dó naquela buceta suculenta e apertada, com estocadas violentas eu fodia a xota da vizinha tarada pela minha pica, segurando a bunda da ninfeta com uma força animal. Eu perguntei se ela já tinha dado o rabinho e ela disse que sim, eu falei então da pra mim ela deixou na hora...cadela safada. Peguei minha tora e meti naquela bunda roliça e confessei que apertadinho e ela foi ao delirio e esguichou.....ohohohohoh gozou igual homem. Se passaram cinco anos, nos afastamos mas nunca esqueci Alessandra mesmo porque é minha vizinha,Somos grandes amigos, voltamos a nos falar e estamos noivos, vou casar com ela com a gata mais gostosa que ja conheci. E pro meu falso amigo um grande abraço otário quem come por último come melhor.


Ficha do Conto

Escritor:
dudu torres

Nome do conto:
Comi minha vizinha

Codigo do conto:
9147

Categoria:
Traição/Corno

Data do Envio:
12/03/2010

Quant.de Votos:
1

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA