Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web
   Videos Porno
   Porno Tube

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





minha esposa não imagina



Lei o conto anterior (9304-Minha esposa não faz idéia do futuro)Bom nossa empregada Vilminha sempre conversava com minha esposa Moni depois me conta as conversas, Vilminha uma mulata baixinha rabuda de cabelo encaracolado na altura da cintura ninfomaníaca e exibicionista adora provoca ela gosta de usar chortinho de ginástica com uma calcinha fio dental por baixo coisa de louco, umas blusinhas top meio transparentes aparecendo discretamente os biquinhos dos peitinhos, as cochas grosas cobertas com uns pelinhos fininhos e dourados, olhos castanhos meio amarelado, olhar de gata no cio, e um sorriso de deixar qualquer um de pau duro ela fala com uma voz de quem está gozando enfim Vilminha nasceu putinha no dia do aniversário dela eu e minha esposa fomos em uma shopSex compramos um vibrado dei para minha esposa (Moni) pressenti-la já que estavam tão amiga na loja Moni toda envergonhada eu falei amor isto é normal, em casa cantamos parabéns dei meu presente um vestidinho soltinho de alcinha preto bem leve ela provou adoro deu gritinhos de alegria minha esposa deu uma sandalinha salto alto fininho, Vilminha ficou linda naquela roupa 20:30 começamos a comemorar o aniversario saímos tomos cerveja num barzinho que toca forro Vilminha dançou com uns rapazes falou que nunca tinha entrado em lugar tão chik rimos com a maneira simples honesta e divertida da nossa funcionário e acima de tudo amiga ela é minha confidente e cúmplice, os caras chamaram minha esposa para dança mas ela recusou mesmo eu falando para ela ir, bem! a noite foi passando a Moni não toma cerveja e foi tomando caipirinha 12:00 chegamos em casa Moni embriagada as gargalhadas falou: Vilminha agora o presente especial entregou o vibrado rimos muito Vilminha falou este vai me ser muito útil tomamos banho minha esposa de calcinha fio dental camisolinha curtinha transparente com a popa da bunda de fora eu de calção de ceda fomos até a porta do quarto da nossa amiga na ponta dos pés ficamos escutamos o barulhinho do vibrado em baixa rotação olhei para os biquinhos dos peitos da Moni tavam bem durinhos encostei o pau duro na bunda dela e ficamos escutando, acariciei a barriga beijei a nuca ela foi se arrepiando desmanchei o laço da calcinha tirei foi acariciando as cochas quadril bundinha respiração da minha gata foi aumentando quando cheguei na xotinha tava toda molhadinha até os pelinhos, comecei uma siririrca bem devagar escutamos gemidinhos bem gostosos entre os barulhos do vibrado parecidos com uma maquininha de barbeiro tirei o calção botei o pau no meio das pernas minha gata ela deu um pacinho para o lado inclinou e botou as mão na porta do quarto fiquei pincelando clitóris boceta cuzinho escutamos gemidos aumentando e o vibrado também em uma rotação maior falei no ouvido da Moni ela masturbando e gemendo minha gata embriagada no cio falou ela ta bêbada e morrendo de tesão devia ter ficado com a carinha que danço no barzinho e ficou peladinha no corredor quando voltou as mão na porta fez um barulhinho Vilminha percebeu fez um karrrrr gemeu mais alto e gostoso empurrei o pau todinho na buceta da minha esposa por traz apertando carinhosamente os peitinhos ela virou o rosto para mim e nos beijamos deliciosamente vi a luz do quarto ascender e percebi que Vilminha tirou a chave da porta dando uma visão maravilhosa da cama Moni ficou olhando pela fechadura e eu sentei no chão e mamava nos peitinho lábia a barriga xupava a bucetinha beijava e mordia a bunda gostosa dava beijos molhados e mordia as colchas as batas, das pernas calcanhar e fazia tudo de novo os gemidos de Vilminha com o barulho do vibrado tava nos enlouquecendo minha gatinha embriagada e com tesão perdeu um pouco a noção da altura tava começando a se solta e gemia baixinho e gostoso mas Vilminha escutava e foi gemendo mais alto e mais alto entrando num gozo gosto gemendo e gritando sss aiii pedrooooooooo sss aiiii pedroooooo e gozou repetindo aaaaaaaaaaiiiiiiiiiiiiipeedrooooo fomos nu para o nosso quarto fizemos o primeiro 69 de verdade ela se revelou capricho lambia chupava eu lambia xota cuzinho enfia um dedinho no cu outro na xota saímos do 69 fiquei em cima dela começamos fudendo gosto e falei conta como a vilminha tava Moni: falou ela tava de perna aberta gemendo e deslizando aquele vibrado dourado no clitóris gemia enfiava tirava mordia os lábios levantava os quadris e baixa deslizava no clitóris e enterrava todinho gemia e repetia eu perguntei o que será que a Vilminha pensava? Moni: falou acho que no Pedro eu: fazendo o que com o pedro? Moni: fazendo amor eu: será que o Pedro tem um pau normal? Moni: Vilminha falou que ele tem um pauzão muito grosso eu: ela falou detalhes? fala amor Moni: ela gemendo falou que ele tem um pauzão grosso e cabeçudo e que adora senta no pauzão do Ppedro já toda gemendo eu toquei fogo perguntei ela te conta as fodas dela? Moni: você fica com ciúmes? Eu não eu adoro deixo vocês duas sozinha pra a Vilminha falar e você escutar ela falando as experiências dela, ela é novinha mas é muito experiente, eu: gatinha vc fica imaginado as fodas? Moni: claro eu: você fica molhadinha Moni: a amor para não quero fala mais vamos de quatro eu: falei na cama uma puta não tenho ciúmes de fantasias pode fala qualquer coisa não importa o que for ela de quatro eu bombando na xotinha perguntei novamente você fica molhadinha? ela falou que sim fico molhadinha e com muito tesão Vilminha contou uma foda tão gostosa que ela chegou perto de goza só de imagina eu foi bebe água, a água tava grossa quase não desce, e falou acho que a Vilminha é muito fogosa começamos fala da siririca da Vilminha eu bombando na xota e masturbando ela com a outra mão massageando os peitinho eu falei no ouvido da Moni o que será que a vilminha pensava na hora da siririca Moni gemendo gostoso acelerava a batida do quadril contra meu corpo miado como uma gata no cio falou fazendo amor gostoso com o Pedro eu falei imagina amor agente fazendo amor assistindo Vilminha e Pedro fudendo Moni: deu um gritinho gemendo aaiii amor vou goza eu falei: vai goza como a Vilminha na siririca? ela respondeu sim e a toda velocidade ela faz gemendo aii morrrr sss kaaiiii eu: pergutei gozando como a Vilminha? Moni: aaiiiii eu perguntei quem que a Vilminha chamou gozando? Moni: olhou pra traz bem nos meus olhos trincou os dentes e gemendo gritou aaaaaaaiiiiiiiiiiiiii pedroooooooooooooo eu bombei com força falei como ela gritava perguntei novamente como Vilminha gemia? Minha esposinha bêbada olhando nos meus olhos com olhar de putinha gritou baixinho gemendo aiiii Pedro falei como? A Moni repetiu mais puta ainda aaaiiiiiii Pedro bombei com força Moni enlouqueceu gritava aaaiiiii Pedro e gozamos feito loucos caímos na cama a respiração foi voltando ao normal minha esposinha falou acho que a Vilminha escutou agente transando falei não e melhor morar longe da família assim temos liberdade para fazer o que quiser ela levantou foi em direção a porta eu perguntei onde vai? Falou será que Vilminha ta dormindo e saio cochilei acordei com a Vilminha gemendo e falando xupa, xupa gostoso, fique na cama escutando os gemidinhos pensei elas duas estão trepando meu pau ficou feito uma pedra minha boca ficou quente levantei quando escondido olhei para o corredor a porta do quarto da Vilminha aberta minha esposa em pé nua com uma perna levantada masturbando e olhando para dentro do quarto pensei a Vilminha ta com o Pedro fudendo, mas ela falou que só traria um homem para minha casa se falasse comigo fiquei quieto masturbando escutei os gritos autos da minha esposa aaaiiiiii aaaiiiii to gazando masturbando bem gostoso veio para nosso quarto foi ver o Pedro comendo a Vilminha quando pesei por ela no corredor Moni baixou os olhos Vilminha gemia falando to gozando aiii tooou gooooozando olhei para cama Vilminha deitada de costas com as pernas bem abertas o abdômen contraído quase sentada com a mãzinha espalhada no clitóris mexia tão rapido que os peitinho balançavam me viu gemendo gritou aaiiii seu Kado aiiii seu Kado olhei para a porta do meu quarto minha esposa de pé olhando para mim e mordendo os lábios voltei para o quarto já em cima da minha esposa na posição papai mamãe   senti o hálito quente e gostoso da minha esposa no meu ouvido falando vilminha tava pensando em você eu falai você o que achou Moni: não gostei eu falei:são só fantasias as pessoas pensão masturbando e perguntei o que você pensou assistindo ela masturbar Moni ainda meio bêbada falou fazendo amor com ela mas eu num sou sapatão eu falei: amor mordendo de leve o lóbulo da orelha dela isto é preconceito que faz as pessoas ficarem frustrada e deixarem de viver as coisas mais gostosas da vida amor uma mulher viver momentos deliciosos com outra não quer dizer que é sapatão é só desejo pura tesão ainda mais uma mulher casada apaixonada com um esposo apaixonado ficamos nos beijando e transando bem devagar após uns gemidos e um breve silencio empurrei a língua no ouvido dela com meu pau deslizando naquela xota gostosa Moni arrepiada e gemendo perguntou? Você não sentiria ciúmes? Eu lambendo a orelha dela falei ciúmes de que? Moni gemendo gostoso aaiiiiêê eu transando com a Vilminha falei gozando gostoso claro que não amor quero que você tem uma vida plena de prazer e que realize junto comigo todos seus sonho eróticos é por isto que escolhi esta praia maravilhosa para morarmos ela pegava fogo falava aaaaiiii não para e mexia os quadris botei-a de quatro e lentamente enterrei o pau no cuzinho dela ao mesmo tempo que batia uma siririca nela e gemia no começo de dor depois foi assumindo a siririca e foi ficando cada vez mais tarada e enfia os dedinho na xota tirava acariciava o clitóris olhamos para o corredor escuro vimos o vulto da Vilminha nua falei no ouvido da esposinha bêbada quem fode calada é boneca inflável mordi o pescoço dela, ela deu gemidinho de puta eu falei: quem minha putinha? ela com o meu pau no cuzinho acelerou a siririca falou: sou eu... (Perguntei para ela: você é o que? A Moni aos gemidinho de puta que aprendeu com a Vilminha falou bem gostos Eu sou sua putinhaaaaa e com o pau no cuzinho acelerou a siririca falei no ouvido dela e se eu mandar você para o quarto da Vilmina ela respondeu acelerando anda mais a siririca eu obedeço eu perguntei e fode com ela? Moni já no meio da gozada quase sem coseguir falar respondeu eu transo bem gostoso, falei feche os olhos imagine Vilminha te chupando e gemendo chamando o nome dela bem gosto Moni gritou gozando aaaiii ViLminhaaaa toooo gozando com meu pau todo enterrado no cuzinho derramando jatos de porra com ela rebolando vigorosamente e gemendo ai Vilmiinhaaaa xupaaaa gozamos e tomamos um banho dormimos de porta aberta bêbados e nus Acordamos pela manhã com perfume do café que Vilminha nos trouxe me cobri com o lenço de ceda Moni falou, claro querida entra e toma café com agente tomamos café calados meio sem nos olharmos nossas roupas que tinham sido deixadas no corredor bem dobradinha e discretamente em cima de um puf ao pés da cama mais resto eu conto depois obrigado pelos e-mail.   


                                



Ficha do Conto

Escritor:
kado

Nome do conto:
minha esposa não imagina

Codigo do conto:
9313

Categoria:
Traição/Corno

Data do Envio:
09/04/2010

Quant.de Votos:
4

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Ultimos Comentários
Comentado por: LIAMARA em: 10/04/2010
Conto delicioso, parabens. Bjs Lia

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
9304 Minha esposa não faz idéia do futuro Traição/Corno 4
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA