Contos Eroticos
Adicionar em seus Favoritos RSS conto Erotico Torne o Conto Erotico a pagina principal de seu navegador
O mais excitante site de Contos Eróticos da Lingua Portuguesa.
Username: Senha:
Esqueci minha senha | Quero ser usúario
Principal   Publicar Contos   Painel de controle   Últimos Contos   Mensagens/Scrap   Blog Erótico   Entrar em contato  
Contos Eroticos
   Contos por intervalo
   Por categoria
   Últimos Contos
   Melhores Contos
   Contos com foto
   Publicar Contos
   Publicar Com fotos
   Buscar (Search)

Quadrinhos Eróticos
   Quadrinhos eróticos
   Enviar Quadrinhos

OPÇÕES
   Painel de Controle
   Meu Album de fotos
   Cadastro usuário
   Mensagens (Scraps)
   RSS
   Entre em contato
   Ajuda (Duvidas)

SITES PARCEIROS
   Blog Erótico
   Irotica Videos
   Videos Eroticos
   Relatos Espanhol
   Galaxia Gay
   Videos de Famosas
   Piadas Web

REDES SOCIAIS
   Twitter
 
 
 
 





Filho ciumento e corno da mãezinha


Quem não soubesse a fundo o fato que estava acontecendo, diriam que Joana era uma mãe desnaturada, pervertida e cruel.
Ela sabe que seu filho Bruninho, escondido dentro de um armário, a está observando ser sodomizada pelo professor dele, também chamado de Bruno. Joana está em total delírio, sentada na rola do professor com metade dela dentro de seu anus enquanto um outro personagem, Daniel, está sendo boqueteado por uma explendida ninfeta, quem vem a ser a namoradinha do Bruninho.

Com exceção da mãe, os outros três personagens não sabem que Bruninho está escondido dentro do armário da suíte da cobertura do tal de Daniel. O início deste bizarro e sensual relato será contado em outra ocasião.

O fato é que Bruninho, já com dezoito anos, descobriu que sua mãe já teve alguns amantes, sendo Bruno, o professor, o mais constante. E o pior de tudo, ela confessou que Bruno é o pai biológico dele. E da bela ninfeta também!
Assim quando Joana soube que seu filho queria noivar com Riana, a ninfeta, ela teve de contar todos esses fatos pro filho. Ao fazer isso, ela despertou uma estranha atração sexual de Bruninho por ela.
Então, sob chantagem e para não se submeter ao ato sexual com o próprio filho, Joana consentiu que ele a acompanhasse em seus encontros sexuais. Portanto, a mãe não pode ser acusada de pelo menos de duas das acusações do início deste relato.

Para Bruninho, que desenvolveu este amor incestuoso e masoquista pela mãe, parece que a visão de sua namoradinha estar ali chupando com fervor a torona de Daniel, o deixa infeliz em sua dignidade, mas inteiramente satisfeito em sua masculinidade.

Ele já gozou duas vezes se masturbando desde o início e agora se sente que está perto de outro gozo. O que seria repulsivo para a maioria dos homens, ver a própria mãe ser enculada e a namoradinha chupando o pau de outro homem, para Bruninho é puro êxtase.
Quando Daniel faz menção para que Riana pare de chupá-lo e se dirige para o meio das coxas de Joana, o chifrudinho dentro do armário tem as batidas de seu coração aceleradas. Bruninho sabe que vai acontecer o mesmo que sua namoradinha recebeu minutos atrás. Sua mãezinha será duplamente penetrada no anus!
- Vem aqui... vem, Riana querida! Me dá um teu beijo! Quero gritar dentro da tua boca quando esses dois safados estiveram com suas rolas em meu cusinho!

Bruninho vê a cabeça de sua mãezinha se inclinar pra trás devido ao vigor que Riana lhe beija. Ele se exaspera ao ver as negras sobrancelhas de sua mãe se franzirem como se ela estivesse em agonia. Passa-lhe pela cabeça de sair do armário, empurrar Daniel pra fora das coxas de sua mãe e tomar o lugar dele!
Em vez disso, ele se abaixa quase à altura do chão pra ver melhor as duas rolonas deslizando juntas, abrindo caminho para dentro do cusinho de sua mãe.

Bruninho ouve sua namorada dizer, interrompendo o beijo em Joana, que agora já apresenta um leve sorriso no rosto.
- Eu... eu não... eu não agüento, não agüento!

Daniel tem no rosto uma expressão passional quando abre os olhos e o rosto suplicante de Riana lhe pede que faça alguma coisa com ela.
- Vem aqui... princesa. Isso, assim assim. Dá tua xaninha... dá a xaninha... a xaninha pra... Joana chupar! Vai, dá! Assim, assim, gostosinha! Rebola, rebola gostoso... gostoso... na carinha dela!

Bruninho se levanta para olhar por entre as frestas da porta do armário. Como os quatro personagens estão posicionados, um pouco de lado, para a periferia da visão dele, fica fácil visualizar que sua mãe parece estar suspensa, na posição de frango assado, entre os dois homens, com Riana acocorada em cima do rosto dela.
Voltando os olhos para a extremidade onde está Daniel, Bruninho vê claramente o anus da sua mãe entalado pelas duas rolas enquanto Riana rebola suavemente em cima do rosto dela, dando risadinhas.

Joana praticamente está no ar, sustentada com ambas as toronas de seus machos lhe entupindo o cusinho e as grossas coxas de Riana lhe acariciando a face enquanto as rosadas pétalas da perfumada xaninha lhe penetra pelas narinas.

Os movimentos de entra e sai da rola de Daniel no cusinho da mãe de Bruninho, contrasta com a inércia endurecida da rolona de Bruno no mesmo orifício. Estes movimentos ajudam a mãe de Bruninho a esfregar o rosto na xaninha de Riana.
Joana tem os lábios colados e cobrindo inteiramente a rachinha da ninfeta enquanto sua língua se insinua para dentro, fazendo Riana chegar a um estrondoso gozo.

Os gritos de Riana e o aperto que ela dá com as coxas no rosto da mãe de seu namorado, deixam todos em um estado de tremenda luxuria. Joana é a primeira a seguir Riana no gozo. Daniel sente algo escorrer por entre sua rola e a de Bruno, mas não é ele quem está gozando.
Riana cai, sufocando o rosto de Joana, que está procurando por mais ar, devido a seu gozo. Daniel tem que ajudar as duas mulheres a se desvencilharem e para isso ele saca relutantemente sua rola do enroscamento do anus de Joana, deixando um rastro caudaloso de esperma que desce do cusinho dela e banha a rolona de Bruno.

Riana se abandona de bruços ao lado de seu pai que serve de colchão para Joana. A imagem da bela ninfeta arquejando, fazendo seus imensos glúteos tremerem, convida Daniel a espalmar as mãos neles. Logo, ele está sentado nas coxas da namoradinha de Bruninho e está separando as nádegas dela e olhando com lascívia o belo e avermelhado cusinho, que antes de Joana, havia experimentado a dupla penetração anal!
Esperma ainda escorre dele e isso facilita que a bojuda cabeçona deslize suavemente para dentro, fazendo que por breve infração de segundo, Riana suspenda a respiração. Quando ela volta a respirar normalmente, já traz um sorriso no rosto e Daniel é recompensado com a rigidez com que ela aperta suas nádegas, obrigando o seu sodomizador a despejar todo seu esperma sem se mexer.
Daniel urra e balança a parte superior de seu corpo, numa espécie de agonia e êxtase, por não poder soltar sua rola firmemente retida pelo esfíncter anal de Riana. Este aperto extrai todo o suco da sua rola , como se ele não tivesse vontade própria.

A enculada ninfeta levanta o rosto do colchão e encara o descontrole orgástico de Daniel que gargalha como um louco, enquanto ela tem um sorriso de prazer por saber que está satisfazendo o macho que a possui.
Quando Daniel se extasia de tanto gozo, cai lentamente nas costas de Riana se acomodando nas perfeitas e volumosas protuberâncias dela. Ele, carinhosamente lhe dá beijinhos pela face, indo até a nuca.
Riana volta a descansar a cabeça no colchão e, por ironia, seus olhos abertos fitam, sem nada ver, a porta do armário, onde por trás, seu namoradinho está assistindo a tudo.

É difícil pra Bruninho manter o auto-controle, coisa que ele só vai assumir de fato que é corno, um pouco depois.. Mas no momento, ele se sente vingado por melar e limpar sua rola nas roupas de Daniel que lhe fazem companhia dentro do armário.

O problema que se aproxima, vai ser quando todos forem embora e Daniel for escolher uma roupa no armário. Como telepatia, sua mãe estava pensando o mesmo.
- Hei, pessoal! Que tal irmos pra piscina?
- Eu preciso ir ao banheiro – diz Riana levantando-se.
- Vou preparar a jacuzzi no terraço – diz Daniel.
- Vou com você – diz Bruno.
- Vou ao banheiro também – diz Joana, mas permanece um pouco mais deitada de bruços enquanto todos deixam a suíte. Em seguida enrolando-se num lençol, para não dar a primazia de seu filho ser o único a vislumbrá-la nua naquele momento. Ela abre a porta do armário.
- Saia! Vá embora e esqueça a mim e a Riana. Nós não somos mulheres pro teu bico!

Foto Perfil Helga

Ficha do Conto

Escritor:
Helga

Nome do conto:
Filho ciumento e corno da mãezinha

Codigo do conto:
9521

Categoria:
Incesto

Data do Envio:
07/05/2010

Quant.de Votos:
5

Quant.de Fotos:
0

Compartilhe
Tweet esse conto! Digg esse conto! Adicionar esse conto no del.icio.us



Clique aqui para enviar uma mensagem (scrap) para o autor desse conto.

Gostou desse conto? Nao deixe de compartilhar com seus amigos no twitter. Tweet esse conto!






Escreva o seu Comentário

Importante:Comentário com número de telefone serão apagados.


Para fazer um comentario a respeito desse conto ou mandar um scrap para o autor. Voce precisa logar em nosso site.

Ultimos Comentários
Comentado por: adorolokuraspro em: 15/05/2014
deliçia vc mamae sfd
Comentado por: Helge em: 11/09/2010
My dear and lovelly Hellen, I´m wondering how could you read my tales, as long as you´ve needed a internet translator that can not get into the core of the story. I am flattered by your compliments. I wish you the same. For your knowledge, I´m writting now upon HELGE name. I can´t give you my e-mail address because my divorce porceeding is on. I´LL be in jeopardy in case my cuckold husband find ou
Comentado por: Helge em: 22/08/2010
No momento que escrevo aqui, tenho a marca exótica de 3333 leituras! Tenho mil orgasmos por isso! Bitokinhas
Comentado por: gaucho careca em: 08/05/2010
Delcia de conto ,minha deusa dos sonhos. Beijão e feliz dia das mães!!!!!!!
Comentado por: trovas em: 07/05/2010
como sempre maravilhoso, muito sensual e me deixando cheio de tesão

Contos enviados pelo mesmo autor
Codigo Nome do Conto Categoria Ranking
8913 Safadinha da internet II Traição/Corno 13
8914 Safadinha da internet I Traição/Corno 20
8919 A vingança da esposa zangadinha IV Traição/Corno 8
8920 A vingança da esposa zangadinha III Traição/Corno 7
8921 A vingança da esposa zangadinha II Traição/Corno 5
8922 A vingança da esposa zangadinha I Traição/Corno 9
8925 Quero ser safada como minha mãe Grupal e Orgias 12
8942 Sodomizada através da Internet III Fetiches 5
8944 Sodomizada através da Internet II Fetiches 5
8945 Sodomizada através da Internet I Fetiches 4
8973 Sodomizada via internet Fetiches 6
8995 Esposinha satisfeita pelo macho de plantão. Traição/Corno 7
9099 Corneado através da internet II Traição/Corno 2
9271 Primeiro boquete da sogrinha Traição/Corno 12
9300 Safadas santinhas Traição/Corno 7
9308 Safadas santinhas II Traição/Corno 7
9344 Aprendi vendo minha tia safada III Traição/Corno 5
9345 Aprendi com minha tia safada II Traição/Corno 4
9346 Aprendi vendo minha tia safada I Traição/Corno 6
9347 Eu era corno de minha irmã IV Incesto 5
9348 Eu era corno de minha irmã III Traição/Corno 6
9349 Eu era corno de minha irmâ II Traição/Corno 6
9350 Eu era corno de minha irmã I Traição/Corno 7
9351 Eu fui corno de minha irmã - inicio Traição/Corno 7
9353 Religiosa safadinha II Traição/Corno 7
9354 Religiosa safadinha I Traição/Corno 6
9359 O canalha que me satisfaz Incesto 33
9364 Primeiro anal da Sogrinha Traição/Corno 9
9373 Ninfeta e o quarentão pervertido Virgens 8
9376 O canalha que me satisfaz II Traição/Corno 6
9395 Erika, ah Erika, minha filha! Incesto 11
9396 Erika, ah Erika, minha irmãzinha! Incesto 9
9418 Erika, Ah Erika, minha esposinha ! 1 Incesto 6
9419 Erika, Ah Erika, minha filhinha! 2 Incesto 7
9420 Erika, Ah Erika, minha esposinha! 2 Incesto 7
9484 Filho ciumento e corno. Incesto 13
9491 Sodomizada na véspera do casamento. Incesto 11
9514 Sodomizada na véspera do casamento II Incesto 4
9587 Troquei de macho com mamãe I Traição/Corno 8
9635 Troquei de macho com minha filha! Traição/Corno 5
9698 Minha mãe popozuda. Incesto 36
9699 Devassando Dassine 1 Traição/Corno 4
9700 Devassando Dassine 2 Traição/Corno 5
9717 A sogra devassa 1 Traição/Corno 6
9718 A sogra devassa 2 Traição/Corno 6
9736 Corninho do papai 1 Incesto 8
9737 Corninho do papai 2 Traição/Corno 6
9739 Corninho do papai 3 Traição/Corno 3
9750 Defloração anal de Helga Traição/Corno 15
9769 A juiza e o filhinho gay 1 Traição/Corno 6
9798 A juiza e o filhinho gay - 2 Incesto 9
9844 A juiza e o filhinho gay 3 Incesto 12
9849 Helga e os presidiários 1 Interrraciais 16
9970 Flora e seu poney Zoofilia 14
12387 MEU DEFLORAMENTO ANAL I Traição/Corno 58
© Copyright 2000-2014 www.contoerotico.com - Todos os direitos reservados
Web Design/Hosting - Dynamic Web Solutions Corp - USA