A primeira vez - Como tudo começou - Continuação



Olá, amores!
Desculpem a demora para escrever a continuação, mas estive muito ocupada e não tive tempo, mas vamos lá.
Meu nome é Ana, 1,66 de altura 68 kg, seios médios, bunda grande, atualmente com 34 anos. Me casei com com 24 anos. Quem não leu a 1ª parte do relato, aconselho a ler, antes de ler este.
Como disse no relato anterior, a experiência que tivemos com Caio, na praia, nos deixou com um tesão absurdo e quando chegamos no hotel transamos e gozamos muito naquela noite. Meu marido falava que ficou de pau duro o tempo todo, vendo a mulherzinha dele namorando gostoso com outro macho. Toda aquela situação não saia de nossas cabeças, ficamos os dois dias seguintes conversando sobre o assunto e pensando se valeria a pena levar adiante, meu marido dizia que tinha muita vontade de ser corninho, que ficava de pau duro só de pensar no Caio comendo minha bucetinha, mas que não sabia se ficaria constrangido estando presente. Por minha vez, eu estava muito confusa sobre toda a situação, mas confesso que ficava molhada e muito excitada toda vez que lembrava de Caio passando a mão pelo meu corpo e principalmente em minha bunda. Decidimos que no penúltimo dia de viajem eu encontraria Caio, sozinha. Eu ainda não me sentia a vontade de dar pra outro na sua frente, e ele sentia vergonha de passar por corno na frente de outro (e pensar que ele já teve vergonha disso. No dia marcado acordei super ansiosa, coração a mil, não parava de pensar em tudo aquilo. Na hora de me arrumar, escolhi uma calcinha pequena e um vestidinho curto que realçava bem minhas pernas e bunda. Meu marido ficou louco com a roupa e disse que só não ia me comer naquele momento, pois sabia que aquele dia eu seria a putinha de outro homem, ouvir aquilo já aflorou meu tesão. Eu o beijei bem gostoso e saímos para eu encontrar o meu macho. Antes de chegar ao local marcado me separei de meu marido e segui sozinha. Encontrei Caio em um barzinho bem movimentado (meu marido ficou em uma mesa não muito distante da nossa, mas eu não via, pois me sentei de costas para ele. Caio me recepcionou com um leve beijo na boca, que já me deixou toda arrepiada. Pedimos uma bebida (não sou de beber, mas queria ficar mais relaxada e menos tensa), conversamos e rimos bastante, ele era muito divertido. Ele ficava a todo falando que eu era muito bonita e estava encantado. Ele acariciava minhas coxas, que estavam bem à mostra, e me dava beijos muito gostosos, eu me sentia cada vez mais excitada e atraída por aquele homem. Nos levantamos para dançar um pouco, corpos bem colados, ele aproveitava para passar a mão em minha bunda esfregar aquele pau duro como rocha em mim. nos beijamos muito. Ao voltar pra mesa, olhei pro meu marido e pude perceber a alegria em seu sorriso, mas confesso que senti um pouco de vergonha. Caio sentou bem colado comigo e me deu um beijo de tirar o fôlego, foi passando a mão em minhas coxas e subindo, até tocar a minha buceta já ensopada, puxou minha mão para o seu pau duro e disse que já não aguentava mais e me chamou para ir para a casa dele. Falei que precisava ir ao banheiro, fiz sinal para o meu marido e ele foi também. Lá eu contei sobre o convite, ele perguntou se eu queria dar para o Caio e eu respondi que queria muito. Ele então disse para eu ir em frente, mas ao invés de ir para a casa de Caio, ir para um motel, que seria mais seguro. Quando voltei falei com Caio e ele não pensou duas vezes, pagou a conta e fomos para o seu carro. Ao entrarmos no carro, ele já foi me beijando loucamente, meu coração disparado e o tesão a mil. Colocou o meu peito pra fora e chupou ali mesmo, enquanto enfiava dois dedos em minha buceta, fui a loucura com aquele macho gostoso, procurei o seu pau e coloquei pra fora da calça, eu já tinha percebido que era maior que o do meu marido, mas só ao vê-lo tive a exata noção da enrascada em que eu havia me metido. kkkkkkk. Punhetei de leve e a vontade que eu tinha era que ele me comesse alí mesmo, me fudesse bem gostoso, mas ele se afastou e disse que queria chegar logo no motel, pra poder me comer bem gostoso. Chegando no motel, ele me arrancou um beijo envolvente, eu sentia a boca daquele macho gostoso na minha, enquanto ele ia passando a mão na minha bunda por baixo do vestido, eu me arrepiava toda sentindo aquelas mãos de macho apertando a minha bunda com vontade, fui ao delírio. Lentamente foi tirando meu vestido, tirou sua camisa e sua calça. Ele me virou de costas e ficamos em um sarro gostoso, ele beijava minha nuca e eu rebolava a bunda contra a sua pica. Eu já estava fora de mim, ele tirou meu sutiã e ficou beijando e mordendo meus seios, o que aumentou ainda mais o meu tesão. Depois me deitou na cama, afastou minha calcinha e começou a chupar minha buceta. Nooooooosa, como ele me chupou gostoso fui ao delírio, supliquei para ele enfiar logo aquela pica em mim, mas ele não deu ouvidos e continuou me chupando até eu gozar como uma louca. Nem tive tempo de pensar direito e ele já veio me beijando e encaixando seu pau na minha buceta. pedi para tirar a calcinha, mas ele disse que queria me comer de calcinha. Quando ele meteu pude sentir a diferença do seu pau e como era gostoso, ele começou com estocadas lentas enquanto me beijava e perguntou se estava me fudendo gostando. Respondi que sim, que ele era uma delícia e a que a sua pica era muito gostosa. Em um dos poucos momentos de lucidez que tive, pensei naquela situação: eu, uma mulher casada, sendo fudida por um cara que eu mal conhecia, enquanto o corno do meu marido aguardava no hotel. Acho que o pensamento me deu mais tesão ainda. Caio pediu para que eu ficasse de quatro, mas aquele pau estava tão gostoso que pedi a ele para continuar naquela posição e pedi: "fode a sua putinha bem gostoso, mete esse pica bem fundo na minha bucata". Caio foi a loucura e começou a socar forte e rápido, dizendo: "você gosta de ser putinha, então vai ser minha putinha hoje, vou deixar sua bucetinha vermelha de tanto meter nela. Gozei forte novamente. Caio então disse que também iria gozar. Eu disse: "goza bem gostoso me comendo". Senti seu pau contrair e ele gozou. Ainda ficou em cima de mim dando beijinhos na minha boca enquanto seu pau amolecia. Com o tesão abaixando, comecei a pensar em toda loucura feita até ali e nas consequências que isso poderia gerar. Senti um misto de vergonha e arrependimento, disse a ele que iria tomar um banho para irmos embora, ele pediu para tomar comigo e eu disse que não. Tomei meu banho enquanto pensava em tudo aquilo. Quando sai do banheiro ele entrou. Coloquei minha calcinha e procurei o resto da minha roupa, mas não achei, fui até o banheiro e ele estava se secando, perguntei pelas minha roupas, ele me pegou pela sentou na cama e pôs em seu colo, beijou meu pescoço e falou em meu ouvido que não poderia entrar no motel com uma putinha gostosa que nem eu e me comer apenas uma vez, então me beijou, nesse momento todo arrependimento e vergonha sumiram, me sentia uma putinha, só de calcinha, sentada no colo de um macho nu. Ele me fez abaixar e começar a chupar seu pau e suas bolas. Não demorou muito e já estava duro novamente. Ele me levantou, mais uma vez não permitiu que eu tirasse a calcinha me pôs de quatro, começou a pincelar minha buceta, e falou: "Agora você vai ver como um macho come uma puta". Fui a loucura, rebolei em seu pau e tentei fazer entrar na minha buceta, mas ele não deixou. Ele disse: "Puta de verdade tem que pedir pica". Eu, gemendo de tesão comecei a pedir: "Mete essa pica gostasa na minha buceta, me deixa arrombada". Ele então começou uma foda deliciosa, metia forte, dava tapas em minha bunda, puxava meu cabelo, me chamava de cadela e outras coisas e dizia que era ótimo me comer de 4 olhando para minha bunda. Ele passou um dedo em cuzinho e pediu: "Puta, deixa eu comer o seu cú bem gostoso, arrombar e encher ele de leite". Fiquei com vontade, mas como nunca tinha dado o cuzinho, fiquei com medo de começar com um pau daquele tamanho. Ele meteu mais um pouco e na hora de gozar, tirou a camisinha e gozou nas minhas costas, caímos exaustos. ele pediu para dormir comigo, mas a loucura já tinha ido longe demais por aquele dia. Voltei pra casa exausta, meu marido queria me comer, mas expliquei a ele que não tinha condições, minha bucetinha estava muito vermelha. Contei os detalhes e ele gozou rápido batendo uma punheta. Tivemos outras aventuras, que pretendemos compartilhar quanto tiver tempo para escrever.
Beijos.

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Twitter Facebook

Comentários


foto perfil usuario cristina23livre

cristina23livre Comentou em 18/04/2019

muito bom

foto perfil usuario alexbahia

alexbahia Comentou em 17/04/2019

Fantástico!! Parabéns!!

foto perfil usuario viajante44

viajante44 Comentou em 15/04/2019

Que delicia de relato. Que loucura o fim da história.. Sensacional.. Parabéns, e votado

foto perfil usuario myro

myro Comentou em 14/04/2019

Delicia de reato, ansioso por mais aventuras suas! Votado!

foto perfil usuario ciumens

ciumens Comentou em 13/04/2019

Uma delícia esse relato....gozei ou melhor gostei kkkk.

foto perfil usuario marciosantos1973

marciosantos1973 Comentou em 13/04/2019

Muito bom só faltou umas fotos dessa gostosa

foto perfil usuario jclobo55

jclobo55 Comentou em 13/04/2019

Delicia estou aguardando os próximos, li gostei gozei.

foto perfil usuario laureen

laureen Comentou em 13/04/2019

❤💚😜...Oi ,Li,Votei, Parabéns,💚❤💋💋 ótimo conto,cheio de tesão!!! VOTADO.., POSSO TE PEDIR UM VOTO No meu 1º CONTO 58.222,BJOS DA LAUREEN💋💋💋 e sermos amigos(as) !espero teu sim 💜💜💜

foto perfil usuario fulano

fulano Comentou em 13/04/2019

delicia de conto ... só faltou as fotos




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


131989 - A primeira vez - Como tudo começou - Categoria: Traição/Corno - Votos: 68

Ficha do conto

Foto Perfil aninhakzada
aninhakzada

Nome do conto:
A primeira vez - Como tudo começou - Continuação

Codigo do conto:
137223

Categoria:
Traição/Corno

Data da Publicação:
12/04/2019

Quant.de Votos:
34

Quant.de Fotos:
0