Churrasco da turma, meu colega meteu vara.



Olá. Após muito tempo lendo contos daqui, resolvi criar coragem e falar um pouco sobre as minhas experiências. Antes de tudo, gostaria de me apresentar antes. Meu nome é Lucas, tenho atualmente 21 anos, 1,70m de altura e 72 kg. Não sou aquele tipo de cara sarado, mas prático academia para me manter em forma.

A história que vou contar hoje aconteceu já tem umas 3 semanas. Eu estava finalmente me formando em Engenharia Civil e no sábado que antecedeu a minha semana de formatura fizemos um churrasco de despedida da turma. Um dos nossos colegas de turma tinha um sítio e foi lá onde nós reunimos, com direito a cerveja, churrasco, música e piscina.

Nem todos da turma compareceram (afinal nem todos da turma gostam de se socializar com os demais), mas compareceram algumas pessoas que iniciaram o curso comigo, reprovaram algumas matérias e não conseguiram se formar com a gente, mas mesmo assim eran parte da turma. Dentre eles estava o Luís Victor. Nunca tive muita proximidade com o Luís Victor. O que eu sabia sobre ele é que ele praticava alguma arte marcial (pois sempre andava com um kimono por aí) e que já havia irritado alguns professores no curso com a sua "falta de noção". Fisicamente falando, Luís é branco, cabelo castanho ondulado, 1,75 de altura e tem um corpo bem legal, onde é possível ver alguns músculos tomando forma.

Nesse churrasco passei a maior parte do tempo com os meus amigos mais próximos bebendo e jogando papo fora. Em 5 anos de curso, ainda mais em um curso de engenharia Civil que tem na sua maioria homens héteros, não tive muitos envolvimentos sexuais com colegas de turma (os que eu tive, vou deixar para outros contos), então naquele momento não estava pensando que algo poderia ocorrer. Mas enfim, depois de algumas bebidas, alguns meninos tiraram suas camisas e decidiram pular na piscina. Logo logo todo mundo estava na piscina. Foi nessa hora que eu parei para reparar no Luís, o que eu não tinha reparado antes. Acho que ele percebeu que eu estava olhando muito, pq ele começou a conversar mais comigo sobre algumas trivialidades e até fazer algumas brincadeiras. Mas nada de mais até ali.

Em um certo momento, eu disse que ia sair para pegar umas cervejas . O Luís disse que me iria também para me ajudar a trazer. Fomos em direção ao freezer da cozinha, onde estavam as cervejas. O freezer tinha duas portas. Eu levantei uma das portas, fui pegando as cervejas e colocando em cima da porta fechada que estava do meu lado. Luis disse que iria me ajudar e ficou segurando a porta do freezer para mim, assim eu poderia usar as duas mãos para pegar as cervejas. Eu sei que tenho uma bunda que chama a atenção, diga-se de passagem, e que naquela posição, isso ficava bem mais evidente. Claro que o Luís havia reparado, e acredito que ele notou pois, enquanto ele segurava a porta, eu senti o membro dele encostando na minha perna, bem próximo da minha bunda. E alí já dava para sentir que o pênis dele estava ficando ereto. Eu, que não estava achando a situação nem um pouco ruim, não falei nada. Até parei para demorar um pouco ali. Nisso, ele chega mais perto do meu ouvido e pergunta: Ta gostando?
Eu fiquei sem reação e me fiz de desentendido: Oi? Gostando de que?
Aí ele fala: Do churrasco.
Eu, aliviado e um pouco desapontado, respondo: Ahhh... Sim sim, ta bem legal.
Aí Luís diz: Vc achou que eu tava perguntando sobre o que?
Eu desconversou e digo: Sobre nada não. Acho melhor a gente voltar. Pessoal deve tá doido pra beber.
Nisso eu não consigo deixar de reparar no volume que se formou naquela cueca.
Nisso ele me ajuda a pegar umas cervejas e quando estamos saindo da cozinha ele fala: Espera ai. Deixa eu ir no banheiro rapidinho.
Os banheiros ficaram logo na saída da cozinha, voltados para uma área que servia de apoio da piscina, onde havia uma grande varanda. Colocamos as cervejas numa mesa ali do lado e ele entra no banheiro. Estavamos conversando e, com a porta aberta, ele coloca o pau para fora, ainda conversando comigo. O pau dele estava semi ereto e não pude deixar de reparar em como a sua pica era veiuda e o seu saco era enorme. Ele urina ali na minha frente e dá uma balançada na rola bem demorada que me fez babar. Nisso ele guarda tudo e seguimos para a piscina com as cervejas.

Após aquilo, ele passou a agir normalmente comigo. Cheguei a achar que estava imaginando coisas. Enfim, muitas bebidas depois, após vários já terem ido embora, resolvemos sair da piscina. Luis não aparentava estar muito bem. Perguntei para ele como ele iria para casa e ele disse que iria dormir no sítio mesmo. Lá haviam vários quartos, e o nosso colega Eduardo, dono do sítio, já tinha dito que dava para todo mundo dormir lá de boas. Perguntei ao Luís onde estava a mochila dele e fomos pega-la em um outro quarto onde alguns meninos dormiam e outros conversavam. Perguntei ao Eduardo onde haviam outros quartos desocupados, e ele disse que poderíamos ir para qualquer um dos que estavam no corredor, contanto que eu garantisse que o Luís não vomitasse no quarto. Eu não pretendia ficar para dormir, mas alguém tinha que cuidar do Luís. Além do mais, achei que poderia rolar alguma coisa.

Entramos eu e Luís em um dos quartos mais ao fim do corredor. Ele disse que queria dormir, mas não deixei ele deitar ali com a roupa toda molhada. Ajudei ele a tirar toda a roupa, já que ele nem conseguia se segurar direito e fui enxugando ele. Confesso que tirei proveito da situação, passei a toalha por todo o seu corpo, principalmente na região da rola e das bolas para poder apalpa-las com gosto, afinal ele provavelmente nem lembraria disso. Eu estava fazendo isso ajoelhado e quando estava prestes a me levantar para pegar uma roupa seca, ele coloca as mãos na minha cabeça e empurra em direção ao seu pau. Eu não tive uma reação imediata, então ele faou bem baixinho: chupa. Já que ele pediu, não iria desobedecer. Coloquei aquela rola na minha boca. Fui chupando aquele cacete mole até ele endurecer dentro na minha boca. E tive uma surpresa. A rola era ainda maior do que eu tinha visto no banheiro. Devia ter uns 20 cm, não muito grossa, mas com uma cabeça enorme e veias bastante saltadas. Me lambuzei naquela rola como se fosse a última que eu iria chupar na vida. Ele gemia baixinho, falando que percebeu que eu tava encarando a rola dele no banheiro e que eu tava recebendo o que eu queria. Também chupei as bolas dele bem gostoso, colocando tudo na minha boquinha. Ele batia na minha cara com o pau dele, e falava: Hoje tu vai receber vara até amanhecer.

Depois de me saborear naquele cacete, ele me levantou e me empurrou para a cama. Enquanto eu estava ali, deitado de bruços, ele puxa meu calção para baixo, abre bem as bandas da minha bunda e começa a lamber meu cu. Nessa hora eu juro que fui a loucura. Ele fazia aquilo tão gostoso, que cheguei a duvidar que ele estava realmente bêbado. Certeza que aquele não era o primeiro cu que ele chupava.Enfim, após esse cunete maravilhoso, meu cu já estava pronto para receber aquela rola. Ele foi até a mochila, pegou uma camisinha, encapou a rola e começou a tentar enfiar. Apesar de estar doido por aquela pica, a rola dele era muito cabeçuda e parecia que ia me rasgar. Mas como quem tá na chuva é pra se molhar, eu não iria desistir ali. Comecei a ir abrindo meu cu, empurrando minha bunda com cuidado contra ele até a cabeça entrar. Ele deixou um tempo ali pra eu me acostumar, até que meu cu estava completamente relaxado e passei a terminar de empurrar minha bunda contra o pau dele. O resto entrou mais fácil. Depois disso ele assumiu o controle e começou a estocar com força, falando que meu cu era muito gostoso e que se soubesse disso, tinha me comido no primeiro período. Ele parecia incansável. Me comeu depois de quatro, de ladinho, aí deitou na cama e me fez pular naquela rola feito cavalinho. Por fim ele me colocou de frango assado. Ali, olhanda nos meus olhos, ele batia na minha cara, me enforca. E isso só me excitava ainda mais. Batia na minha bunda, me xingando de puta safada e tudo que era nome.
Ele ficou me comendo em frango assado por uns 10 minutos. Nisso eu acabei gozando e logo depois, ele começa a gemer mais alto, tira a rola de dentro de mim, tira a camisinha e começa a gozar em cima da minha barriga. Os jatos chegaram até a espirrar na minha cara. Ele me coloca para chupar a rola dele e limpar tudo, o que fiz imediatamente. E chupei aquelas bolas mais uma vez.

Após isso eu fui ao banheiro me limpar. Quando voltei o safado já estava dormindo. Fui destrancar o quarto, afinal seria estranho se alguém acordasse e estivéssemos ali trancados. Voltei para a cama para dormir. Ainda no meio da noite, sentia ele me abraçar por trás e me encoxar com o pau duro.

No dia seguinte, conversamos como se nada tivesse acontecido. Não sei se ele queria fazer de conta que não lembrava do que houve, mas por mim não tinha problema. Já tinha conseguido meu objetivo que era sentar naquela rola. Mesmo assim, confesso que ainda continuo pensando naquela foda todos os dias.

Sei que o conto ficou longo, mas gosto de caprichar nos detalhes. Digam nos comentários o que acharam. Aí vejo se continuo a contar algumas das aventuras que tive.


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Twitter Facebook

Comentários


foto perfil usuario ronald43

ronald43 Comentou em 17/04/2019

Tá perfeito seu conto cara ... Muito excitante. Leia os meus tbm e comente o que achou!!!

foto perfil usuario kaikecamargo3

kaikecamargo3 Comentou em 15/04/2019

Demais de gostoso

foto perfil usuario guigolveia

guigolveia Comentou em 15/04/2019

Muito bom

foto perfil usuario edlivre

edlivre Comentou em 15/04/2019

Que churrasco delicioso. Ops. Que conto show.

foto perfil usuario rickboxer

rickboxer Comentou em 15/04/2019

Tesão do caralho esses churrasco sempre rendem algo...

foto perfil usuario morsolix

morsolix Comentou em 14/04/2019

Lido e votado.Bem pornô ao extremo.

foto perfil usuario valbelfort

valbelfort Comentou em 14/04/2019

Conto bom da porrra

foto perfil usuario personalsafadozssp

personalsafadozssp Comentou em 13/04/2019

Quero você Sentando na minha Rola

foto perfil usuario 18anosbi

18anosbi Comentou em 13/04/2019

Muito bom msm! E o tamanho ta ótimo,perfeito

foto perfil usuario pelosdf

pelosdf Comentou em 13/04/2019

Delícia em engenheiro..

foto perfil usuario chaozinho

chaozinho Comentou em 13/04/2019

Longo nada, do tamanho certo para descrever essa foda maravilhosa que deixou meu cacete duro e babado.




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


Ficha do conto

Foto Perfil lucaxxx
lucaxxx

Nome do conto:
Churrasco da turma, meu colega meteu vara.

Codigo do conto:
137227

Categoria:
Gays

Data da Publicação:
13/04/2019

Quant.de Votos:
56

Quant.de Fotos:
0