BANHEIRO CWB



Olá esse é o meu primeiro conto aqui, me chamo Lucas - obviamente não - sou moreno,1.74, 62 kg, levemente malhado e com 22 anos. Moro em Curitiba a pouco tempo e vou relatar uma aventura / loucura que tive a poucos dias que me surpreendeu e muito. Estava voltando de uma balada e acabei passando do ponto que deveria estar e tive que dar toda uma volta e assim fui parar no terminal do campina do Siqueira. Resolvi ir no banheiro e foi lá que aconteceu tudo.
Veja bem não tinha nenhuma intenção de acontecer nada, estava lá lavando meu rosto e arrumando meu cabelo após uma noite intensa de muita bebida, acabei reparando que tinha um cara no reservado mas nem sei muita bola, quando o mesmo saiu do reservado me olhou de cima em baixo e foi para lavar as mãos ao meu lado, quando ele foi lavar a mao reparei que no braço tinha uma pulseira de uma outra balada lgbt daqui de Curitiba, eu rapidamente desviei o olhar e continuei a lavar o rosto e ele saiu, quando estava prestes a sair ele voltou e ficou atrás de mim, encostado na parede e me encarou.
Eu olhei pelo espelho e fiquei surpreso ele era bonito,branco um pouco mais baixo que eu, olhos castanhos assim como o cabelo, e uma boca bem vermelha, pegando no pau já marcado e veio para cima de mim, eu confesso que nunca havia feito banheirao, mas a bebida aliada a insônia e também não ter pego ninguém na balada não me deixaram resistir e já fui pra cima também, começamos a nos beijar ali na frente do espelho mesmo e essas mãos foram correndo por meu corpo.
Ele me arrastou para o reservado e forçou meu ombro para eu descer. Não resisti e me ajoelhei ele abriu sua calça e exibiu aquele pau branco, com cabeça tão vervelha quanto sua boca e com pelos aparados eu sem exitar comecei a chupar aquele pau todo babão e ele só gemendo enquanto passava a mão sobre meu cabelo sem se importar caso alguém entrasse e o ouvisse ali gemendo eu nem curto muito chupar mas só de ver aquela cara dele em tesão e o ouvir gemendo me satisfazia e assim aumentava o ritmo, ele me puxou para mais um beijo e começou a morder meu peito após erguer minha camiseta e eu delirava se prazer ainda mais com suas mãos me apertando e o seu início de barba nascendo que me arrepiava todo fiz o mesmo com ele chupando o seu peito e mordendo muito arrancando mais gemidos da parte dele, me virando de costas e se encaixa sobre mim, no mesmo momento eu recusei porque nunca fui passivo sendo virgem do cu, eu disse pra ele que era melhor não a penetração ele disse então - de boa. Essa foi a primeira vez que ouvi sua voz. Mesmo tendo concordado em nada de penetração ele manteve seu pau ali todo duro e babando na minha bunda se alisando e começou a beijar meu pescoço enquanto fazia movimentos pra frente e para trás e aquilo começou a me dar tesão e comecei a rebolar sobre seu pau vendo que eu estava dando liberdades ele colocou a mão sobre minha boca eu chupei seus dedos e assim levou os dedos a entrada do meu cu e começou abrir caminho arrancando dessa vez gemidos da minha parte enquanto beijava minha nuca, o tesão era tanto que eu comecei a facilitar pra ele,abrindo minha bunda com a mão deixando meu cuzinho totalmente exposto
Ele sussurrou no meu ouvido - gostoso e lambeu me provocando mais prazer ainda se tocasse no meu pau eu com toda certeza iria gozar,
Ele começou a forçar a cabeça e eu gemendo assim como ele, estava prestes a ser deflorado ali mesmo num banheiro público de tanto tesão por ele e aquele pau maravilhoso ele foi forcando naquele espaço pequeno.
Até que a cabeça começou a entrar, mas como eu já disse antes sou virgem e a cabeça ali me provocou uma dor imensa me fazendo assim recobrar a consciência e assim me joguei pra frente para não permitir uma nova tentativa e disse que não ia rolar penetração dessa vez de modo incisivo.Ele me olhou nos olhos e tascou um beijo a qual eu cedi, ficamos ali se beijando e revezando as chupadas enquanto deixava ele passar a mao na minha bunda e brincar com os dedos no meu cuzinho, rapidamente ambos alcançamos o orgasmo, e gozamos muito e ao mesmo tempo mirando a privada, Ele me beijou e colocou a camiseta a qual tinha retirado e comentou - nunca tinha feito isso cara, que loucura.
Eu ri também comentando que também não
- quando vi sua pulseira da balada, pensei que poderia rolar daí entrei de volta. Reinterou ele me puxando para um novo beijo. Se arrumamos e saindo do reservado se olhando no espelho rimos da loucura que tinhamos acabado de fazer. Tudo isso relatado durou uns quarenta minutos e por sorte ninguém entrou no banheiro acredito que foi porque era bem cedinho num domingo.Eu pedi o número dele que me passou.E assim ele saiu primeiro do banheiro. E eu fiquei ali me encarando tentando entender tudo que tinha acontecido e com muito tesão.

Espero que não tenha ficado muito longo e agradeço por quem tenha lido, espero que tenha agradado a todos, perdão pelos erros ortográficos. Moro em Curitiba quem quiser amizade ou estiver interessado me manda mensagem.


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Twitter Facebook

Comentários


foto perfil usuario pmsafadu

pmsafadu Comentou em 17/04/2019

Que aventura Lucas! Seu relato foi gostos e excitante. Também excitante foi a situação. Uma vez vi uma orgia no terminal do portão, pensa na putaria gostosa. abç.

foto perfil usuario kaikecamargo3

kaikecamargo3 Comentou em 15/04/2019

Ficou delicioso o seu relato... fiquei imaginando o corpo de vocês, deve ser uma delícia.

foto perfil usuario carlosevero

carlosevero Comentou em 15/04/2019

Caro Lucas. Excelente conto. Continue a escrever. Manteve contato com o cara ? Abraço.Carlos.




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico lucas227

Nome do conto:
BANHEIRO CWB

Codigo do conto:
137268

Categoria:
Gays

Data da Publicação:
14/04/2019

Quant.de Votos:
11

Quant.de Fotos:
0