Um novo leilão. Desta vez com uma gaucha Parte II



Boas,

É um tanto longo pois estou narrando os fatos que aconteceram no dia 07/01/2013.

Perdoem-me pela demora em postar a parte II é que, além das minhas atividades, a Priscilla também tem muitos compromissos profissionais.

Mas vamos ao que interessa...

No dia 05/01 pedi a ela, por telefone, que realizasse quatro tarefas para mim em um shopping de Porto Alegre. Esperta, ela disse que as faria na segunda feira, à noite, porquê a chance de realizá-las seria mais fácil, além de ter maior publico.

Ao saber do que se tratava, ela ficou muito sem graça porquê jamais tinha feito algo semelhante antes, mas que a idéia de começar a se exibir a excitava demais. Mandei que contasse ao marido o que eu tinha proposto e disse que ela devia ir preparada para o trabalho.

A priscilla costuma trabalhar de vestido devido ao calor de Porto Alegre nesta época do ano. Mandei que ela abrisse sua cam e fosse experimentando os vestidos mais sensuais que tinha. Mandei, também, que o marido a ficasse observando se exibir para mim.

Ela, no começo, mostrou-se muito tímida mas, com meus incentivos, foi se soltando a ponto de trocá-los em frente à cam completamente nua. Escolhi um vestido estampado que realçava suas curvas e era no comprimento exato para ela realizar o que eu tinha em mente.

Mandei que o marido a chupasse mas que não transassem pois eu a queria completamente alucinada no dia seguinte. Liguei para ela de meu celular enquanto acompanhava a chupada, da cam, que ela levava.. Quando a senti a ponto de gozar mandei que ela empurrasse o marido para o lado e não gozasse. Foi bem prazeroso vendo-a me atender tão rapidamente. Ele, coitado, estava excitado e pediu em voz baixa se podia transar com ela. Eu disse que ele transaria com ela apenas quando eu autorizasse e que, naquela hora, não permitia.

No dia seguinte, ela me ligou dizendo que estava pronta para ir ao trabalho e que já ia tirar o carro da garagem. Disse que ela devia, primeiro, abrir a cam para mim. Ela estava usando o vestido que mandei. Ordenei que o levantasse e vi que ela usava uma calcinha bem pequena combinando com o vestido.

Mandei que o tirasse. Ela sorrindo, ergueu, sensualmente, uma das pernas e deslizou a calcinha, jogando-a na cama, depois. Dei-lhe a ordem que eu queria desde o começo: Vá de taxi, agora. Ela disse: Como assim? Eu retruquei: apenas obedeça , safada! Fiquei com ela no celular até que o taxi chegasse, provocando-a. Ela me dizia que estava morrendo de tesão e que faria tudo o que eu mandasse.

Ao entrar no táxi, mandei-a se posicionar de forma que o taxista visse as pernas dela. Comecei a provocá-la dizendo que era minha putinha casada e vadia. Que tinha que fazer o que eu mandasse sem reclamar. Ela dizia, baixinho: Não, não...Eu ouvia sua respiração ofegante, murmurando cada vez mais baixo...Até que, por fim, arrematei: Anda, minha cadelinha...Abra as pernas...ela só dizia..sim...sim...Perguntei: O motorista está olhando? Ela: Sim...Abra mais as pernas, minha gata vadia...Só ouvia ela respirando pesadamente..de quem está no cio...querendo dar...Ela,ao meu pedido, puxou mais o vestido, deixando o motorista ver a bucetinha ensopada dela.

Até Priscilla chegar ao trabalho, eu a provoquei ao extremo. Ela saltou, me xingando e dizendo que eu a estava transformando em uma putinha...mas que tinha adorado se exibir para o motorista de taxi...

Duas horas depois, mandei a seguinte mensagem: Cadelinha, quero que vá agora ao banheiro...quero que tire a sua calcinha e a guarde consigo...quero que brinque com seu grelinho e sua bucetinha até ficar bem molhada....quero que enfie 2 dedos nela...mas não irá lavar as mãos...quero que atenda aos clientes e eles possam sentir o teu cheiro de fêmea no cio!! Resposta dela: Você é doido!!!!! Ok. Volto já!

Assim foi o dia todo. Provocando-a, deixando-a louca de tesão. E doutrinando-a da forma como eu queria. Ela me ligou, no final do expediente, dizendo: Já vou pegar o táxi para o shopping. Eu disse: Não, quero que você vá de lotação ou ônibus e não irá se sentar, ficará em pé até o shopping. Mas quero que pegue o mais cheio. Ela:Você está louco? Eu falei: É meu jeito..Obedeça, minha puta tesuda. Mandei que ela ligasse para o marido mandando-o para o shopping para encontrá-la e que , em seguida, me ligasse.

Quando ligou, ela já estava no ônibus, obviamente em pé como eu havia mandado. Ela, de vestido leve, sem calcinha no meio de um mundaréu de gente. Falei para ela: Agora um ou outro homem irá te encoxar, sem querer ou por vontade. Você irá empinar ao máximo esta bunda para mostrar que vc é uma cadelinha em biscate! Não irá olhar para trás para saber quem é, pois puta como você não tem que saber se o cara é feio ou bonito mas sim se o pau está duro ou não. Diga “ok! “ quando alguém a encoxá-la! Não deu 1 minuto e ela disse: ok! Novamente a provoquei, dizendo que ela tinha nascido para ser puta, que ela gostava era de um caralho roçando a bunda dela! Sentia-a solta, safada, como eu queria...

Quando desceu do ônibus ela disse que estava morrendo de vontade de dar para quem quisesse. Eu disse:Calma, cadelinha.Vai chegar o dia que vou pintar R$ 10,00 em cada parte de tua bunda e te exibir! Ela só disse: Ai, caralho, amor!!

Fomos conversando até ela encontrar o corninho. Ao encontrá-lo só o ouvi dizendo “ Oi, amor “, e ela dizendo: Shii, fica quieto!! Perguntei se onde ela estava tinha escada rolante. Ao confirmar, eu mandei que ela subisse a escada na frente de um grupo de homens qualquer. Mas que puxasse o vestido um pouco mais para cima e desse um intervalo de espaço para eles a verem. Ela riu e foi em direção à escada rolante. Eu disse: Quero que eles vejam que você está sem calcinha, vadia! Ela disse:Espere! Segundos depois ela disse: Ai, amor! Quase perdi meu batom aqui na escada rolante.Mas me abaixei e peguei! E riu! Bingo, ela estava ficando vadia como eu queria.

Assim que o marido se aproximou perguntei a ela: Olhe ao redor e veja se tem um loja de calçados. Ela disse que sim. Eu disse:Vá com seu marido lá! Antes de entrar, escolha dois pares de sandálias e um vendedor que a agrade. Não demorou e ela disse: Estou aqui! Eu disse: Provoque-o quando ele colocar a sandália em seus pés. Continuamos no fone, o marido sentado ao lado dela e o vendedor vendo a bucetinha dela completamente. Ela me disse, depois, que estava amando se exibir para todos os homens.

Mandei, depois, que ela fosse a uma loja de roupas unissex e que se mostrasse nua para o vendedor escolhido.Novamente ela me atendeu em tudo sem deixar de falar um instante comigo. Chegou ao ponto, até, de enfiar um dedo na buceta no provador antes de o vendedor chegar. Meu prazer era ela me dizer que o cornão ( já o chamava assim ) está delirando de tesão e que não a perdia de vista, a xingando de vez em quando.

Para finalizar, mandei que ela fosse a praça de alimentação e, novamente, se exibisse para os homens, de preferência para homens acompanhados e sem a mulher perceber. Ela disse, no celular,que 3 homens tinham visto sua buceta todinha e que só não se aproximaram porquê o cornão estava ao lado.

Ao chegar em casa, ela já abriu a cam, pegou uma cadeira e se escancarou completamente para mim. Ela dizia: Preciso de rola, amor! Mas não do corno! Quero qualquer outra!! Eu apenas dizia que estava nascendo uma puta e que logo eu tomaria posse do que já era meu! Mandei ela colocar o salto de novo, colocar a cadeira lateralmente para mim e que mandasse o corno chupá-la! Ela, entendendo o que eu queria, pegava os pés e ia esporando o corno como se ele fosse um cavalo enquanto ele a chupava. Eu ouvia gemidos dois dois: Os dela de prazer, os dele de dor, como eu queria...

Ela me falava: Amor, posso gozar? Preciso, quero...eu falava: Não, vadia! Só quando eu deixar.Segura este gozo, biscate! Assim fomos até uma hora depois de ela chegar em casa! No final, ela me pediu, quase chorando, se podia dar pro marido pq estava desesperada por rola e que a dele servia!

Ele também ficou me pedindo! Senti que os dois começavam a ficar submissos a mim, como eu queria. Como prêmio por ela ter feito tudo o que eu mandei, deixe-os transar. Foi hilário!! Mal ele meteu e já gozou! Só a ouvi dizer: Corno filho da puta, merece chifre mesmo! E gozou se masturbando com as pernas bem arreganhadas para mim! Começo a achar que o corno está mais feliz do que ela!

Como disse antes, esta história está ocorrendo quase em tempo real! Neste período, para comprovar se ela estava mesmo fazendo o que eu mandava, pedi a ela que fizesse uns 3 filmes do celular. Ela me mandou um filme dela no ônibus, na praça de alimentação se exibindo ( filmado pelo marido ) e levantando o vestido na escada interna do shopping. Pena que o site não aceite filmes...

Seguem mais fotos para vocês verem a minha cadela!

Ela me pediu para liberar o MSN dela! Negado, por enquanto!

Acredito que do jeito que as coisas andam, logo irei poder leiloá-la como prometi e compartilhar com vocês!

Saudações,

Dominador

Foto 1 do Conto erotico: Um novo leilão. Desta vez com uma gaucha Parte II

Foto 2 do Conto erotico: Um novo leilão. Desta vez com uma gaucha Parte II


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Twitter Facebook

Comentários


foto perfil usuario cesar imperador

cesar imperador Comentou em 28/07/2014

excelente! Da vontade de ser protagonista!

foto perfil usuario sirio1001

sirio1001 Comentou em 12/04/2014

Seu conto foi um dos melhores que li até hoje...parabéns...fiquei louco com o conto e com as fotos..

foto perfil usuario cota português

cota português Comentou em 16/02/2014

Gostei. votado

foto perfil usuario aventura.ctba

aventura.ctba Comentou em 11/01/2013

Muito bom seu conto, adorei, fiquei super excitada. Teve meu voto. Continue nos contando suas aventuras, você escreve muito bem. Leia meus contos, comente e vote se gostar irei adorar. Ângela: Casal aventura.ctba

foto perfil usuario cafageste bom

cafageste bom Comentou em 10/01/2013

que delicia de conto, e de loira, tem meu voto

foto perfil usuario ksal c & p

ksal c & p Comentou em 10/01/2013

Belo conto. Ficamos excitados.....rsrs Votado.

foto perfil usuario fardado gostoso

fardado gostoso Comentou em 10/01/2013

Parabens ao dominador... nao demore para relatar mais sobre a sua putinha obediente heim.... estou ancioso p saber o final dessa historia. manda um bju na xoxotinha dessa vadia gostosa por mim,ok... ganhou meu voto.




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


20514 - Para cornos submissos - Categoria: Traição/Corno - Votos: 8
20705 - Leilao de uma loira... - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 22
24175 - Uma novo leilão.Desta vez com uma gaucha Parte I - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 9
58263 - Fodendo mãe e filha - Categoria: Traição/Corno - Votos: 7
58289 - Fodendo mãe e filha - Parte I - Categoria: Traição/Corno - Votos: 1

Ficha do conto

Foto Perfil dominador ksal
dominadorkerksal

Nome do conto:
Um novo leilão. Desta vez com uma gaucha Parte II

Codigo do conto:
24345

Categoria:
Grupal e Orgias

Data da Publicação:
09/01/2013

Quant.de Votos:
11

Quant.de Fotos:
2